AYURVEDA & AS

Purificações

Todas as tradições da terra incluem nas suas práticas alguns rituais de limpeza profunda que incluí o corpo a mente e o espírito. Na Ayurveda, a terapia Panchakarma cumpre essa função.

Marque consulta com a Dra. Veena, consultas de ayurveda em Monchique, Lagoa, Almancil, Lisboa e Porto.

Samayur - Ayurveda Purificações

O que é o Pancha Karma

Constituído por duas palavras, pancha – cinco, karma – actuação/acção.

É uma terapia que remove por completo as toxinas do corpo, conhecida como terapia de desintoxicação. É feita através de uma dieta especial, massagem com óleos, fomentação. Ao completar estas terapias, formas especializadas de vómitos (vamana), purga (virachana), enema/clister (basti), nasya e raktamokshana são feitas, removendo os excessos tóxicos dos seus lugares de origem.

Assim Ayurveda rejuvenesce e reconstrói as células do corpo, trazendo equilíbrio ao corpo.

As Terapias

A tipologia de tratamentos naturais é variada. Descrevem-se sumariamente alguns dos métodos mais utilizados.

Samayur - Ayurveda Pancha Purificações

Remove os doshas (entidades responsáveis pelo metabolismo, cujo desequilíbrio pode provocar doenças) através da via oral, induzindo o vómito.

Indicações terapêuticas: obesidade, asma, rinite, diabetes, entre outros distúrbios alimentares e/ou respiratórios.

Eliminação dos doshas através da purgação ou da expulsão de resíduos tóxicos do corpo.

Indicações terapêuticas: problemas da pele, dores de cabeça, parasitas intestinais, entre outras disfunções.

Administração por cateter de medicamentos líquidos através do ânus, uretra ou vagina.

É dito que basti (o método supracitado, à base da aplicação de infusões aquosas e óleos naturais) releva como metade do tratamento, por ser indicado na cura da maior parte das doenças, sendo principalmente aplicável em problemas vata (relacionados com o sistema nervoso).

Indicações terapêuticas: problemas neurológicos (AVC, por exemplo), stress, dores articulares, ou disfunções de outro tipo, como patologias que decorram de desequilíbrios no organismo.

A administração de medicamentos através das vias nasais.

Este procedimento metodológico é ideal para tratar as doenças na cabeça, físicas ou psicológicas, já que as vias nasais são as mais próximas, sendo as favoritas para a eliminação dos doshas situados na cabeça.

Indicações terapêuticas: torcicolo, dores de ouvidos, dores de dentes, paralisia dos nervos cranianos, tinidos auditivos, entre outros distúrbios.

Processo localizado que consiste em sangrar o paciente para propósitos terapêuticos.

Normalmente é usado em problemas sanguíneos.

São exemplos de indicações terapêuticas os problemas da pele, o herpes, os abcessos, as febres, ou qualquer tipo de intoxicação, entre outras patologias do sistema sanguíneo.

Método que envolve a aplicação de líquidos medicinais em fluxo (óleos, leite medicado, entre outros preparados líquidos terapêuticos) na fronte, especialmente no “terceiro olho”, um ponto marma (ponto vital) mesmo entre as sobrancelhas. A expressão Siro dhara deriva de duas palavras sânscritas: siro – cabeça, dhara – fluxo.

Siro dhara é uma terapia útil para relaxamento mental, insónia, stress, depressão, diminuição das capacidades mentais, entre outros desequilíbrios do sistema nervoso.

Aplicação e massagem suave de óleos medicinais no corpo, de acordo com a patologia e/ou dosha de cada paciente.

Indicada para várias patologias, como estados debilitados, entre outros, ou para relaxamento e rejuvenescimento.

Nota: Todos os tratamentos acima referidos têm contra-indicações. Por exemplo em pacientes debilitados fisicamente, idosos, crianças, grávidas, entre outras fragilidades específicas que possam apresentar.

Por isso, deve haver especial cuidado na administração destes tratamentos e aconselha-se uma consulta prévia para confirmação de que o tratamento é o indicado para cada situação em cada paciente.

Nota: Por recomendação médica, todos os tratamentos mencionados requerem um internamento com a duração mínima de sete dias num local harmonioso em equilíbrio com os cinco elementos (éter, ar, fogo, água, terra).